Terça, 23 de Julho de 2024
Mato Grosso do Sul (67) 99257-6730
Cidades EMPREENDEDORISMO

Cidade Empreendedora fomenta a inclusão produtiva e promove a competitividade de Nova Andradina

Executado pelo Sebrae/MS, em parceria com a Prefeitura Municipal, programa ampliou o número de formalização de microempreendedores individuais na cidade e melhorou o ambiente de negócios

20/06/2024 14h03
Por: Redacao
Prefeito de Nova Andradina, José Gilberto Garcia, recebeu uma placa em homenagem ao trabalho desenvolvido de fomento ao empreendedorismo
Prefeito de Nova Andradina, José Gilberto Garcia, recebeu uma placa em homenagem ao trabalho desenvolvido de fomento ao empreendedorismo

Por Natalie Malulei e Lanna Emi
Com estratégias para alavancar o desenvolvimento local a partir do fortalecimento dos pequenos negócios, o programa Cidade Empreendedora, executado pelo Sebrae/MS, em parceria com a Prefeitura Municipal é realizado em Nova Andradina desde 2021. Em 2023 e 2024, o município integrou o ciclo Expansão da iniciativa e recebeu um pacote de soluções voltado para dinamizar a economia, o que trouxe impactos positivos como o fomento à inclusão produtiva e o aumento da competitividade do município.
Nesta quinta-feira (20), os resultados desse trabalho foram celebrados com a entrega de uma placa ao prefeito, José Gilberto Garcia, feita pelo analista-técnico do Sebrae/MS, Hítalo Silva. A honraria é uma forma de reconhecer o empenho da gestão municipal para tornar o município um ambiente melhor para os pequenos negócios e marca o encerramento do programa Cidade Empreendedora em Nova Andradina.
“O Cidade Empreendedora foi fundamental para o nosso município. Nós aderimos para atender um desejo dos empresários de Nova Andradina e percebemos muitas mudanças, pois quando a gente qualifica o empreendedor, ele melhora o atendimento, a qualidade dos produtos oferecidos e toda a população ganha. Então, agradecemos ao Sebrae pelo trabalho realizado”, destacou o líder do executivo.
Para o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, o sucesso da execução do Cidade Empreendedora e as conquistas alcançadas são reflexos de uma gestão municipal comprometida e do envolvimento da sociedade como um todo. “O Sebrae leva para o município um conjunto de ferramentas para impulsionar o processo de desenvolvimento e oferece apoio para que isso aconteça, mas é o engajamento da Prefeitura, das lideranças locais e da sociedade que fazem as ações saírem do papel e gerarem transformações. Para nós, é um orgulho ver que estamos colhendo frutos hoje graças ao comprometimento da administração municipal que acreditou na nossa instituição e se empenhou em fomentar o empreendedorismo, desburocratizar processos e tornar o município um lugar melhor para as pessoas viverem”, pontuou Mendonça.
Fomento ao empreendedorismo
Desde 2021, o Cidade Empreendedora atua em Nova Andradina melhorando o ambiente de negócios para quem quer empreender e dando suporte para os empresários locais com capacitações e orientações para a melhoria da empresa. Neste sentido, foram realizados mais de 18.300 atendimentos nesse período, alcançando cerca de 4.000 empresas distintas localizadas na cidade.
Em Nova Andradina, grande parte do conhecimento levado ao empresário do município foi viabilizada em parceria com a Sala do Empreendedor – um espaço que oferece suporte tanto para pessoas que já empreendem quanto para quem deseja abrir o próprio negócio. Por dois anos consecutivos, em 2023 e 2024, a excelência do trabalho realizado foi reconhecida pelo Sebrae/MS quando o espaço recebeu o selo Ouro de referência em atendimento ao público.
Dados da Receita Federal, mostram resultados expressivos desse trabalho com o fortalecimento do comércio local e surgimento de novos negócios. De 2021 a 2024, por exemplo, foram abertas 1.976 novas empresas em Nova Andradina, totalizando, atualmente, 5.660 empresas ativas no município. O levantamento também mostra que, durante o Cidade Empreendedora, o número de Microempreendedores Individuais (MEIs) cresceu. Somente no último ano, de maio de 2023 a abril 2024, houve um aumento de 13% no volume de formalizações nessa categoria empresarial se comparado ao mesmo período anterior. Atualmente, são 2.396 MEIs ativos no município.
entre as ações de fomento ao empreendedorismo realizadas no município, várias capacitações foram oferecidas ao comércio local voltadas para inovação, com a proposta de ajudar os pequenos negócios a melhorarem processos, além de utilizarem novas tecnologias a favor do crescimento das empresas.
Nesse contexto, foi feito um trabalho em conjunto com a Prefeitura Municipal no sentido de transformar Nova Andradina em um ambiente mais propício a inovação, com a criação de um Ecossistema Local de Inovação, composto por entidades do Sistema S e instituições de ensino, além de empreendedores locais. O grupo foi lançado em novembro de 2023, com o foco no desenvolvimento de ações para a cadeia do agronegócio. O objetivo é consolidar a região como um polo de referência em inovações tecnológicas e empreendedorismo em Mato Grosso do Sul.
Inclusão produtiva e aumento da competitividade
Com a execução do ciclo Expansão do programa, em 2023 e 2024, dois eixos principais escolhidos pelo município foram trabalhados: o “Cidade + Competitiva”, voltado para a área de marketing territorial, inteligência, gestão e políticas públicas, e o “Cidade Inclusiva” com o foco na promoção de geração de renda para a população seja por meio de ingresso no mercado de trabalho ou empreendedorismo. O Sebrae elaborou uma Agenda Estratégica para o município composta por iniciativas que abrangeram as vertentes escolhidas.
Para trazer mais visibilidade para Nova Andradina e tornar o município mais competitivo, uma das ações feitas na área de Marketing Territorial foi o desenvolvimento de um Branding Book Municipal com estratégias para posicionar Nova Andradina como “O coração do vale”. O conceito foi trazido pelo fato de a cidade já ser considerada capital do Vale do Ivinhema, e ressalta a centralidade da região e o potencial econômico com toque de humanidade e amor.
O documento foi confeccionado em conjunto com a sociedade para consolidar a imagem que o município deseja passar para quem é de fora atraindo novos investimentos para a cidade. A marca territorial destaca as características únicas do local e o planejamento apresentado traz ferramentas para o enraizamento desse conceito na cidade com ações voltadas ao encantamento, experiências e comunicação.
Já no âmbito da inclusão produtiva, várias iniciativas foram realizadas com a proposta de auxiliar pessoas em vulnerabilidade social a identificarem oportunidades de geração de renda. Uma delas foi a aplicação da Metodologia das Três Fases que capacitou mulheres atendidas pela Assistência Social do município, tanto no sentido de desenvolvimento pessoal, quanto profissional, com cursos na área da gastronomia. Ao todo, sete mulheres concluíram o acompanhamento e receberam um “kit semente” para iniciar um negócio.
Outra ação de destaque foi o evento “Empreenda Hoje”, realizado em abril, que levou capacitações gratuitas para o município e teve a proposta de conectar quem deseja ingressar no mercado de trabalho aos pequenos negócios locais que necessitam de mão de obra qualificada, além de levar conhecimento para empreendedores que querem melhorar a empresa e pessoas que sonham em abrir o próprio empreendimento. A ação contou com o apoio da Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab-MS), por intermédio do programa MS Qualifica, executado em conjunto com o Sistema S.
Gestão pública e melhoria do ambiente de negócios
Mais do que apoiar os empreendedores locais, o Cidade Empreendedora também atuou capacitando os servidores municipais para que pudessem desenvolver o espírito de liderança e a melhoria de processos, o que refletiu positivamente no serviço público oferecido à população. Isso possibilitou, por exemplo, maior celeridade para a abertura de empresas no município.
Com a execução de um plano de desburocratização feio pelo Sebrae para Nova Andradina, a prefeitura passou a dispensar os microempreendedores individuais (MEIs) da cobrança de taxas e alvará para funcionamento, além de transferir os procedimentos de registro e inscrição de MEIs para a Sala do Empreendedor, o que centralizou o trâmite e trouxe mais celeridade. Além disso, o processo para abertura de empresas no município foi revisado, otimizando o procedimento. As mudanças possibilitaram a redução de 28% no tempo médio de abertura de empresas no município, atualmente, o procedimento é feito em 21h, segundo o site da RedeSim do Governo Federal.
O município também recebeu suporte e tornou o processo de compras públicas mais célere e eficiente, além de aplicar estratégias que podem ser aderidas para beneficiar os pequenos negócios locais nos editais de licitações – um tratamento diferenciado previsto pela lei 123/2006. Além disso, o município adotou ferramentas para incentivar os empreendedores locais a participarem dos pregões, como a confecção do cronograma anual de compras que é exposto em um outdoor e apresenta aos interessados o período em que a prefeitura adquire cada produto, possibilitando que os empresários se organizem para atender o processo licitatório.
Também foi feito um trabalho no âmbito das compras públicas rurais, para auxiliar o município a adquirir mais itens dos produtores da agricultura familiar via Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Com esse trabalho, somente em 2023, a prefeitura utilizou todo o recurso recebido do Governo Federal, via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para aquisição de alimentos de pequenos produtores por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de utilizar recursos próprios. O investimento foi de cerca de R$ 1,2 milhão. O que representou um aumento de 50% em relação ao ano de 2022.
Outra iniciativa desenvolvida em Nova Andradina foi o fomento de uma cultura empreendedora nas escolas. Por meio do Cidade Empreendedora, cerca de 3.862 estudantes da Rede Municipal de Ensino foram contemplados com soluções que abordam competências empreendedoras de 2021 a 2023. Nesse período, professores foram capacitados para a abordagem do tema em sala de aula, de modo a trabalhar o empreendedorismo como possibilidade de carreira, além de ajudar os estudantes a desenvolverem habilidades como bom relacionamento, trabalho em equipe, comunicação e planejamento. Uma das ações promovidas foi a aplicação da metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), voltada para estudantes do Ensino Fundamental.
Mais uma ação desenvolvida no município com os estudantes, foi o projeto Recicla Verdinho. Em 2022, ele foi implementado nos 4º e 5º anos da escola municipal brincando de aprender e, em 2023, foi ampliado também para a Escola Municipal Arco-Íris (Polo). A ação promoveu a consciência ambiental, educação financeira e empreendedora, ao possibilitar que os estudantes trocassem materiais recicláveis por “verdinhos” e, com a moeda social, adquirissem alimentos saudáveis na feira da cidade. Os produtores da Cooperativa de Produção dos Agricultores Familiares do Assentamento Santa Olga (Coopaolga) que se inscreveram no projeto foram reembolsados pela cooperativa Sicredi e os recicláveis recebidos foram doados para a nova limpa – Associação de Catadores de Recicláveis de Nova Andradina.

São Paulo, SP
Atualizado às 11h06
18°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 24°

17° Sensação
1.54 km/h Vento
50% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (24/07)

Mín. 14° Máx. 25°

Parcialmente nublado
Amanhã (25/07)

Mín. 16° Máx. 28°

Parcialmente nublado
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias