Terça, 25 de junho de 2019
Mato Grosso do Sul - (67) 99257-6730
Política

22/03/2019 às 06h48 - atualizada em 21/03/2019 às 19h48

322

Redacao

Ponta Porã / MS

Manifestações contra reforma da previdência
Trabalhadores de todo o Estado participam de protestos hoje em Campo Grande

EXPORÃ


Ontem foi o esquenta com a abertura do rodeio e hoje tem grande show com a cantora Naiara Azevedo no Parque de Exposições Alcindo Pereira de Ponta Porã. Naiara é uma das grandes atrações da 45ª Exporã que começou quarta, teve abertura oficial ontem e prossegue até domingo, dia 24. No sábado a atração principal será a dupla Bruno e Marrone. O presidente do Sindicato Rural André Cardinal espera um grande público na edição deste ano da maior feira agropecuária da fronteira.


 FIM DA LINHA


 


O ex-presidente Michel Temer e o seu ex-ministro Moreira Franco foram presos ontem durante mais um desdobramento da Operação Lava Jato. Temer que a bem pouco tempo ostentava no confortável palácio presidencial agora amarga a prisão decretada pelo juiz Marcelo Bretas. O ex-presidente responde a vários processos, mas a prisão decretada refere-se ao suposto esquema operado pelo seu amigo coronel Lima. O fim da linha para Temer começou com a gravação do empresário Joesley Batista. A frase que complicou a situação: “tem que manter isso, viu?”, momento que Temer aconselhava Joesley sobre manter boa relação com ex-deputado Eduardo Cunha que já estava preso.


 MAUS TRATOS


 


Os deputados aprovaram ontem na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul um projeto de lei visando combater maus tratos a animais. De autoria do deputado Jamilson Name, PDT, o projeto visa conscientizar os cidadãos do dever de respeitar os animais. O parlamentar disse que é cada vez mais frequente os casos de maus tratos como agressões a cães, casos que acabam causando comoção e mobilizando a sociedade. Ele também cita na lei os crimes de manter pássaros em cativeiros de forma irregular.


 É HOJE


 


Representantes dos Sindicatos Municipais dos Trabalhadores em Educação (SIMTED) de todo o Estado, juntamente com a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul, fazem hoje paralisação geral e manifestação em Campo Grande contra a ‘bendita’ Reforma da Previdência. Os trabalhadores alertam que a proposta do governo Jair Bolsonaro pretende fazer os assalariados trabalharem até morrer sem conseguir a aposentadoria.


 MANIFESTAÇÃO, AINDA


 


Muita gente de Ponta Porã, Antônio João, Aral Moreira, Amambai e outras cidades da região viajaram em caravanas para participar das manifestações nesta sexta-feira na Capital. A Fetems alerta que a reforma coloca em jogo a aposentadoria, auxílio maternidade, pensão por morte, auxílio para idosos e deficientes com baixa renda (BPC), auxílio às pessoas com invalidez e auxílio reclusão. Outro ponto questionado é o aumento da idade mínima de aposentadoria e do tempo de contribuição. A manifestação de hoje é só o começo, prometem os trabalhadores.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Política com Edilson José

Política com Edilson José

Blog/coluna Assuntos políticos de Mato Grosso do Sul
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium