Segunda, 23 de setembro de 2019
Mato Grosso do Sul - (67) 99257-6730
Polícia

19/08/2019 às 10h29

942

Redacao

Ponta Porã / MS

Fórum que acontece quinta-feira discute a segurança na fronteira
Evento é promovido pela Comissão de Segurança Pública da OAB/MS
Fórum que acontece quinta-feira discute a segurança na fronteira
Com foco em inteligência e desenvolvimento, Fórum discute a segurança na fronteira

O 2º Fórum Permanente de Segurança na Fronteira, promovido pela Comissão de Segurança Pública (CSP) da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), e Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), com apoio do Governo do Estado, será realizado na próxima quinta-feira (22.8), com entrada gratuita.


O objetivo do evento é debater a situação de fronteira e assuntos de interesse da Segurança Pública do Estado, além de promover a integração entre as forças de segurança, sociedade civil e entidades da área, na busca de soluções aos problemas existentes.


Serão ao todo cinco painéis que terão como debatedores: o ministro de Fronteiras de Portugal, Carlos Alberto Matos Moreira; ministro Arnaldo Giussio, da Secretaria Antidrogas do Paraguai; consultor da Organização das Nações Unidas (ONU), general Carlos Alberto dos Santos Cruz; superintendente Regional da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, Cléo Matusiak Mazzotti; superintendente Regional da Polícia Rodoviária Federal no MS, Luiz Alexandre Gomes da Silva e o delegado da Receita Federal no Estado, Edson Ishikawa.


Presidente da CSP, a advogada Cláudia Paniago, cita que o Fórum se destina a discutir temas importantes para a segurança pública em MS, especialmente na faixa de fronteira. “Busca trazer novas perspectivas para a situação, com foco em soluções, notadamente aquelas relacionadas a inteligência e desenvolvimento. Além disso, visa partilhar experiências com a participação de autoridades de Portugal e do Paraguai”.


A Vice-presidente da Comissão, Isabela Saldanha, destaca que “é impossível resolver o problema de segurança pública no Brasil sem considerar a nossa fronteira”.


Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Vidiera, esse é evento para discutir a situação da fronteira é de extrema importância, pois é uma forma de otimizar investimentos e reduzir custos. “A maioria das ações realizadas em Mato Grosso do Sul pelas forças de segurança produzem resultados muito além das nossas divisas, principalmente em relação aos crimes transfronteiriços e o sistema penitenciário, que possui uma das maiores taxas de encarceramento do país”, pontuou.


Videira ainda falou da programação do evento, que tem como um dos participantes o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que já ocupou a função de Secretário Nacional de Segurança Pública e atualmente é Consultor da Organização das Nações Unidas (ONU). “Um oficial de elite que conhece a realidade da fronteira”, completou.


De acordo com o Presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Carlos Polidoro, problemas das fronteiras de MS afetam todo o País e medidas de combate são imprescindíveis. “É necessário que façamos nossa contribuição, imediatamente, na busca de soluções para essa situação. Assim como toda a sociedade, os setores de comércio, indústria e serviços sofrem com a criminalidade, o contrabando e o descaminho. Portanto, para combater os problemas de segurança na fronteira e mitigá-los ao máximo, estamos junto com a OAB/MS realizando esse fórum para debater nacionalmente essa questão”, destaca.


O Fórum Permanente de Segurança na Fronteira começa às 7h30 do dia 22, no Auditório da Universidade Estadual de MS (UEMS), que fica na Avenida Dom Antônio Barbosa, 4155 – (Rod. MS-080), em Campo Grande, e conta com a realização da Escola Superior de Advocacia (ESA) e da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA). Tem o apoio do Governo do Estado, Associação dos Diplomados na Escola Superior de Guerra (ADESG), Fundação de Cultura de MS, UEMS, Clube Estoril e rede de supermercados Comper.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium