Anúncio
EDUCAÇÃO

IFMS conquista 20 prêmios nas principais categorias de feira científica estadual

Além do credenciamento para eventos nacionais, estudantes do IFMS conquistaram as primeiras colocações por área de conhecimento na Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul

01/08/2019 06h43
Por: Redacao
2.720
O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) conquistou 20 premiações nas principais categorias
O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) conquistou 20 premiações nas principais categorias

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) conquistou 20 premiações nas principais categorias da nona edição da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec/MS), organizada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O evento foi realizado na semana passada, paralelamente à 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). A cerimônia de premiação ocorreu na última sexta-feira, 26, no Teatro Glauce Rocha, em Campo Grande, e contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes.

Presente na premiação, o reitor do IFMS, Luiz Simão Staszczak, afirmou que a Fetec é uma das principais feiras do país e que faz parte do itinerário formativo do estudante, além de proporcionar oportunidades para pesquisadores.

“Não existe formação integral sem pesquisa e inovação. Por isso, o IFMS incentiva e fomenta o desenvolvimento de pesquisas por meio da iniciação científica, bem como a difusão do conhecimento produzido em ações como a participação na Fetec e em feiras semelhantes”, afirmou o reitor.

Premiações - As principais categorias do evento são relacionadas a oito áreas do conhecimento, sendo premiados os quatro melhores projetos apresentados.

Ao todo, o IFMS conquistou 18 premiações (ver tabela ao final do texto), dentre as quais a primeira e a segunda posição em três categorias: Ciências da Saúde, Ciências Agrárias e Linguística, Letras e Artes. Em Ciências Humanas também foi conquistada a segunda colocação.

O trabalho “Núcleo de Animação e Roteiro do IFMS Campus Campo Grande”, dos estudantes Amanda Quintana, Arthur Bastos e Gustavo Oliveira ficou com o primeiro prêmio da categoria Linguística, Letras e Artes.

A pesquisa foi desenvolvida sob orientação das professoras Marta Luzzi e Cláudia Santos Fernandes, do Campus Campo Grande.

“O envolvimento é muito grande. Começamos com quatro estudantes, há três anos, e hoje contamos com 19 alunos participando dos processos de criação de roteiros e animação, e em um projeto multidisciplinar, que envolve Português, Literatura e Informática”, destacou a orientadora.

Uma das estudantes autoras do trabalho, Amanda Quintana, explica que o projeto busca incentivar jovens na leitura e produção de textos e roteiros para as animações.

“Queremos incentivar os jovens a conhecer mais sobre literatura regional e incentivá-los a ler e escrever mais, ao mesmo tempo que podem adentrar o mundo das animações, adquirindo conhecimento sobre softwares da área", apontou.

Na categoria Linguística, Letras e Artes, o IFMS conquistou ainda outros quatro prêmios, com projetos dos campi Aquidauana, Jardim e Dourados.

Além dos prêmios por área do conhecimento, estudantes da instituição foram premiados com a segunda colocação na categoria Geral em Grupo, e com a terceira posição, no Geral Individual.

Credenciais - Além das 18 premiações por áreas do conhecimento, a Fetec distribuiu credenciais para participação em outros dois importantes eventos: a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) e a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec).

O credenciamento para a Febrace – que será realizada em março do ano que vem, em São Paulo (SP) – foi conquistado pelo trabalho “Obtenção de ácido cítrico a partir de resíduos do milho e bagaço da cana por biotransformação”,  desenvolvido pelos estudantes Ana Silva e Evandro Oliveira, sob orientação da professora Felícia Ito, do Campus Coxim.

“Nosso projeto atende a demandas de sustentabilidade, pois reaproveita resíduos que seriam descartados de forma incorreta e prejudicial na natureza, ou reaproveitados de formas que também podem causar danos, como queima do resíduo para obtenção de energia, o que já é feito por muitas usinas”, afirmou Ana.

Segundo a estudante, o objetivo agora é buscar soluções para a aplicabilidade do ácido cítrico, resultado do processo de biotransformação dos resíduos. “Como somos estudantes do curso técnico em Alimentos, continuaremos o desenvolvimento da pesquisa buscando aplicações para o ácido cítrico na indústria alimentícia, como acidulante ou flavorizante”.

O projeto também já tinha conquistado o credenciamento, no ano passado, para a Mostratec 2019.

Os estudantes de Coxim farão companhia a João Lorençone, do Campus Naviraí, que obteve nesta edição da Fetec a credencial para o evento sul-rio-grandense, que ocorrerá em outubro, com o trabalho “Caracterização climática do Mato Grosso do Sul usando a o método de Thorthwaite (1948) e suas aplicações na agricultura”, orientado pelo professor Lucas Aparecido.

“A caracterização climática do estado é muito importante pois a agricultura é a base da nossa economia e depende das questões climáticas, por isso, a caracterização pode aumentar a produtividade em diversos aspectos”, destacou.

O estudante busca agora aperfeiçoar seu projeto para apresentá-lo na Mostratec e, para isso, aproveita as dicas recebidas durante a  feira estadual. “É a primeira vez que participo da Fetec e vou aproveitar todas as dicas dadas pelos avaliadores para melhorar e concorrer na Mostratec da melhor forma possível”.

Na categoria de Ciências Agrárias, o IFMS conquistou ainda a segunda colocação com o trabalho “Automação Avícola” do Campus Coxim, e o quarto lugar com o “Aplicativo mobile de monitoramento climático”, também do Campus Naviraí.

Além das credenciais para a Fetec e Mostratec, o evento também classificou estudantes para diversos outros eventos científicos, como a Feira Brasileira de Iniciação Científica (Febic), a Feira Ciência Jovem, Feira de Ciência e Tecnologia para Atividade Física e Saúde (Fecintafs), Mostra de Ciência e Tecnologia da Escola Açaí (Mctea), Experiência Beta e outros.

Participação - Para esta edição 2019 da Fetec, o IFMS classificou 86 trabalhos como finalistas do evento.

Dos classificados, 19 foram desenvolvidos no Campus Coxim e 17 no Campus Dourados. Os campi Aquidauana, Campo Grande e Jardim classificaram 15, 13 e 7 projetos, respectivamente. Ainda constam na lista os campi Nova Andradina (5), Corumbá (4), Naviraí e Ponta Porã, com três trabalhos cada.

 A trajetória do IFMS no evento é marcada por premiações. Em 2018, os estudantes da instituição conquistaram a maior parte dos prêmios. Em 2017, o IFMS alcançou a primeira colocação em três áreas e totalizou 13 premiações. Já em 2016, foram sete primeiras colocações nas oito áreas do conhecimento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ponta Porã - MS
Atualizado às 01h12
17°
Pancada de chuva Máxima: 25° - Mínima: 15°
17°

Sensação

14.8 km/h

Vento

40.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Prefeitura Municipal de Amambai
Câmara Municipal de Ponta Porã
Municípios
Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
Últimas notícias
Mais lidas