Quarta, 20 de novembro de 2019
Mato Grosso do Sul - (67) 99257-6730
Política

10/07/2019 às 08h50

1.276

Redacao

Ponta Porã / MS

Com licitação, Rota Bioceânica começa a ser concretizada
Essencial para a concretização da rota de integração da América Latina rumo aos portos do Pacífico
Com licitação, Rota Bioceânica começa a ser concretizada
Governador Reinaldo Azambuja durante pronunciamento sobre a importância da rota bioceânica – Foto: Toninho Ruiz

Essencial para a concretização da rota de integração da América Latina rumo aos portos do Pacífico, a ponte entre Carmello Peralta, no Paraguai, e Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, está mais próxima de ter a construção iniciada. A licitação do projeto executivo para a edificação da obra será assinada no dia 20 de julho. O governador Reinaldo Azambuja, em uma conversa no Palacio de los López, sede do governo paraguaio, recebeu o convite do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, para participar do evento.


“Vai ser a abertura do acesso ao Pacífico. É o sonho que vai se tornar realidade. Quando se transformar em realidade vamos ter muito mais competitividade, mais condições neste mercado global, de competição de produtos, tanto produzidos no Brasil quanto no Paraguai”, afirmou Reinaldo Azambuja.


A intenção dos governantes é de acelerar a construção da ponte, de 680 metros de comprimento, essencial para a concretização da rota. O governador sul-mato-grossense contou que irá convidar o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para participar da assinatura em Carmello Peralta, com a presença da diretoria da Itaipu. A nova rota irá encurtar a distância e reduzir tempo e custo do transporte de cargas para países asiáticos. A construção da ponte é avaliada em US$ 75 milhões.


O secretário Jaime Verruck (Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) explicou que a empresa licitada também terá a função de fiscalizar a construção. “A mesma empresa, além de fazer o projeto, irá fiscalizar a obra. Então, é um momento importante, onde se dá o primeiro start de contratação e de um edital internacional para a contratação de um projeto. É o primeiro grande ato visando concretizar a obra”.


Também será construída uma outra ponte, sobre o rio Apa, na fronteira entre os dois países. Reinaldo Azambuja e Mario Abdo Benítez discutiram ainda temas para o fortalecimento das relações entre Mato Grosso do Sul e Paraguai em matéria de integração econômica e institucional, como a criação de um parque tecnológico entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero (PY) e a instalação de aduanas em Ponta Porã e Mundo Novo.


“Com certeza, vamos estreitar ainda mais os laços que nos unem, Mato Grosso do Sul e Paraguai. Fizemos ali a proposta ao chanceler, para ampliação de um grupo de trabalho conjunto, para discutir a Bioceânica, que é a rota que interliga Mato Grosso do Sul ao Paraguai, rumo aos portos do Pacífico, discutimos a questão do Parque Tecnológico Pedro Juan Caballero – Ponta Porã. Discutimos ali a questão de fazermos a integração do Ministério da Agricultura com as nossas fundações, Embrapa, Fundação MS, que trabalha pesquisa, tecnologia, principalmente na área produtiva e a integração das nossas forças de segurança com Paraguai e Mato Grosso do Sul”, disse.


Reinaldo Azambuja aproveitou para convidar o presidente do Paraguai para participar da inauguração de um prédio da colônia paraguaia em Campo Grande, que está em construção. Com 50 mil paraguaios e descendentes, Mato Grosso do Sul tem a maior colônia fora do Paraguai.


Sanidade animal e segurança pública também foram discutidos, explicou o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel. “O governador Reinaldo Azambuja trouxe uma pauta de sanidade animal, que é sempre importante, já que o Brasil e Mato Grosso do Sul aderiram ao Plano Nacional de Erradicação de Febre Aftosa e isso traz uma série de mudanças nessa relação binacional, Paraguai-Brasil, em especial Mato Grosso do Sul, que tem uma fronteira ampla com o Paraguai”, acrescentou.


Participaram do encontro também a ministra Tereza Cristina Corrêa da Costa, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; presidente da Assembleia Legislativa de MS, Paulo Corrêa; vice-governador Murilo Zauith; conselheiro da Itaipu, Carlos Marun; e o engenheiro Pánfilo Benitéz, assistente técnico da direção de coordenação da Itaipu Binacional.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium