Sábado, 24 de Julho de 2021
Mato Grosso do Sul (67) 99257-6730
Polícia OPERAÇÃO ASCLÉPIO

Alunos de medicina movimentavam mais de R$ 26 milhões na fronteira do Brasil e Bolívia

Criminosos aproveitavam do trânsito diário na fronteira para praticar crimes contra o sistema financeiro

09/07/2021 10h23
143
Por: Redacao Fonte: Correio do Estado
Mandados de busca e apreensão e de prisão foram cumpridos - Foto: Divulgação
Mandados de busca e apreensão e de prisão foram cumpridos - Foto: Divulgação

Organização criminosa que agia na fronteira do Brasil com a Bolívia foi desarticulada pela Polícia Federal, durante a Operação Asclépio, desencadeada nesta sexta-feira (9).

Cinco pessoas faziam parte da quadrilha, sendo quatro da mesma família.

O grupo realizava ocultação de bens decorrentes da prática dos crimes de evasão de divisas e operação de câmbio não autorizada.

Dois dos alvos da Polícia Federal eram brasileiros que estudavam Medicina na Bolívia. A dupla se aproveitava do trânsito diário na fronteira para praticar os crimes contra o sistema financeiro.

A investigação começou após a prisão do casal, que eram os pais da família.

Ele foram flagrados tentando entrar na Bolívia através da fronteira entre as cidades de Corumbá e Puerto Quijarro, transportando R$ 20,5 mil, sem declarar o valor.

Enquanto o flagrante era registrado, um dos filhos do casal pediu para um amigo retirar dinheiro que estava guardado em uma residência, em Corumbá.

No entanto, a polícia flagrou a tentativa de retirada do dinheiro da casa e apreendeu R$ 150,5 mil em dinheiro.

Dois dos alvos eram amigos e cursavam Medicina na cidade boliviana de Puerto Quijarro.

Eles se aproveitavam da movimentação diária que faziam na fronteira Brasil/Bolívia para praticarem os crimes.

Durante as investigações, a polícia constatou que havia movimentações financeiras em cifras que nã correspondiam as atividades que supostamente eram exercidas pelos investigados.

De janeiro de 2017 a setembro de 2018, os criminosos movimentaram R$ 26.830.141,22.

Operação Asclépio

Durante a operação, policiais cumprem seis mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva.

Também foi determinado sequestro de bens dos investigados.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um de prisão na cidade de Penedo (AL); um de busca e apreensão e um de prisão em Teixeira de Freitas (BA) e três de busca e apreensão em Pontes e Lacerda (MT).

Durante as ações, foram apreendidos três celulares.

O nome da Operação Asclépio vem do nome atribuído ao deus grego da medicina.  

Os mitos do paganismo greco-romano personificam Asclépio como um médico ou curandeiro, o qual sempre portava um bastão com uma serpente enrolada.  

O bastão de Asclépio tornou-se símbolo da medicina contemporânea e tem sido ostentado, inclusive, pelos principais investigados nesta operação policial, dado que, à época dos fatos, estudavam medicina no país boliviano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Porã - MS
Atualizado às 04h44 - Fonte: Climatempo
30°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 30°

31° Sensação
14.5 km/h Vento
45.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (25/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Segunda (26/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 32°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias