Sexta, 23 de Abril de 2021
Mato Grosso do Sul (67) 99257-6730
Dólar comercial R$ 5,46 -1.73%
Euro R$ 6,55 -1.89%
Peso Argentino R$ 0,06 -1.85%
Bitcoin R$ 288.843,87 -3.443%
Bovespa 119.371,48 pontos -0.58%
Economia ECONOMIA

Refis do ICMS recupera R$ 158 milhões em recursos aos cofres públicos

Trabalho está ajudando na recuperação da arrecadação afetada pela pandemia da Covid-19

17/03/2021 08h27
105
Por: Redacao
Felipe Mattos, secretário de Fazenda de Mato Grosso do Sul
Felipe Mattos, secretário de Fazenda de Mato Grosso do Sul

O Programa de Recuperação de Créditos Fiscais (Refis) da Pandemia recuperou aos cofres públicos quase R$ 158 milhões em dívidas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O programa encerrou no dia 26 de fevereiro e foi autorizada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), com o objetivo de ajudar na recuperação da arrecadação afetada pela pandemia da Covid-19.

O Confaz é um colegiado formado pelos secretários de Fazenda, Finanças ou Tributação dos estados e do Distrito Federal. As reuniões do Conselho são presididas pelo ministro da Economia (ou da Fazenda) e é de competência do Confaz promover a celebração de convênios, para efeito de concessão ou revogação de isenções, incentivos e benefícios fiscais de ICMS.

De acordo com o secretário Estadual de Fazenda, Felipe Mattos, dos R$ 158 milhões, cerca de R$ 26 milhões já entraram nos cofres públicos. “O Refis é uma oportunidade concedida pelo Governo aos empresários em débito com o fisco estadual, para quitar suas dívidas. Muitos deles, que sempre estiveram em dia com seus impostos, se tornaram inadimplentes devido a situação de emergência em saúde pública causada pela pandemia do novo coronavírus”, pontuou.

Mattos disse ainda que o programa foi autorizado pelo Confaz somente para 12 Estados da Federação. “O Confaz atua praticando política fiscal, de modo a autorizar a implementação dessas medidas por entes específicos. O objetivo foi ajudar na recuperação da arrecadação afetada pela pandemia. Pudemos oferecer algumas condições facilitadoras, como uma significativa redução de juros e multas. Assim, a adesão ao programa de parcelamento tornou-se vantajosa para o contribuinte garantindo alguma arrecadação para o Estado, mesmo que de forma parcelada”, finalizou. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Porã - MS
Atualizado às 08h58 - Fonte: Climatempo
21°
Poucas nuvens

Mín. 16° Máx. 28°

21° Sensação
25.3 km/h Vento
38.9% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (24/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Domingo (25/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias