Sábado, 25 de maio de 2019
Mato Grosso do Sul - (67) 99257-6730
Política

10/05/2019 às 12h45

184

Redacao

Ponta Porã / MS

Processos de cassação em andamento em Dourados
Vereadora Denize foi a primeira a ser cassada de uma lista com quatro nomes

CASSAÇÃO


Denize Portollan teve o mandato de vereadora cassado em Dourados. Antes de assumir a vereança ela respondeu pela Secretaria Municipal de Educação de Dourados, cargo que acabou lhe rendendo uma prisão por suposto crime de corrupção. Agora a jornalista Lia Nogueira assume em definitivo a vaga na Câmara Municipal. Só que ainda tem três vereadores na fila de cassação naquele município, pastor Ramão Cirilo, Pedro Pepa e Idenor Machado. Todos eles foram presos, mas conseguiram liberdade através de habeas corpus.


 ARMAS


A liberação de armas vem rendendo muitas conversas desde aquelas de botecos a de rodas de personalidades e políticas. O deputado estadual Cabo Almi disse que ao invés de liberar armas, o presidente Bolsonaro deveria estar preocupado é em gerar empregos e garantir investimentos em segurança para o cidadão ir e vir com tranquilidade. O deputado Coronel David respondeu que Bolsonaro está apenas cumprindo o que havia prometido durante a campanha.


 


 SEM COMENTÁRIOS


A senadora Simone Tebet, presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, pelo menos até ontem à tarde não havia feito nenhum comentário se aceitaria ou não assumir o Ministério da Integração Nacional caso fosse convidada oficialmente pela presidência da república. Cabe lembrar que o pai de Simone, o falecido senador Ramez Tebet, também foi ministro à época que ocupava uma das 81 cadeiras do Senado Federal. Agora a filha está fazendo os mesmos caminhos percorridos pelo pai. Como diz o ditado filho de peixe, peixinho é.


 


 SURPREENDENTE


O Supremo Tribunal Federal (STF) às vezes toma algumas decisões que chegam a ser surpreendentes. Uma delas foi tomada quarta-feira quando a maioria dos ministros 6 a 5, decidiu que as assembleias legislativas dos Estados têm o poder para revogar a prisão de deputados estaduais. O STF está assegurando aos deputados dos estados a imunidade prevista para os parlamentares federais no artigo 53 da Constituição Federal. A votação estava empatada quando o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, decidiu pelo empoderamento dos deputados estaduais. Trocando em miúdos: dificilmente algum parlamentar ficará preso de agora em diante.


 


 ERRADA CERTA


Um amigo aqui da redação defende a seguinte tese: quando em sã consciência se vai fazer alguma coisa errada é preciso fazer da forma certa. Só que tem uns sem o tino da malandragem ou já são tão experientes que chegam a ficar mansos e acabam dando com os burros n’água. É mais ou menos por aí a constatação da operação Nota Zero desencadeada esta semana pela Polícia Federal que apura supostas irregularidades em licitações na Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul. Sem querer fazer pré-julgamento, não deixa de ser estranho o fato de uma empresa com apenas seis dias de vida antes da publicação de um edital vença a concorrência que todos sabem não ser nada fácil. Pelo menos é essa a informação que foi repassada pelo superintendente da Controladoria Geral da União, Daniel Silveira, ao explicar a operação em coletiva à imprensa na Capital.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Política com Edilson José

Política com Edilson José

Blog/coluna Assuntos políticos de Mato Grosso do Sul
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium