Sexta, 15 de Janeiro de 2021
Mato Grosso do Sul (67) 99257-6730
Polícia POLÍCIA

Assaltos à mão armada deixam população assustada em Ponta Porã

Ações de marginais em plena luz do dia na região do Jardim Aeroporto assustam moradoras

27/11/2020 09h28 Atualizada há 2 meses
1.385
Por: Redacao
Imagem da tentativa de assalto que resultou na morte de assaltante quinta-feira no centro de P.Porã
Imagem da tentativa de assalto que resultou na morte de assaltante quinta-feira no centro de P.Porã

*Edilson José Alves

A tentativa de assalto de quinta-feira ao meio dia no Posto Tamino, centro da cidade, que culminou com a morte de um criminoso faz parte de uma onda crescente e que assusta não apenas comerciantes, mas moradores dos bairros de Ponta Porã. O Repórter MS vem acompanhando havia alguns dias o drama vivido por moradores do Jardim Aeroporto, uma região tida como uma das mais calmas e que nos últimos tempos vem sofrendo com ações de marginais. Várias vítimas relataram à reportagem o medo de sair de casa mesmo em plena luz do dia.

Uma das vítimas ouvidas pelo Repórter MS se trata de uma moça vítima da ação de dois marginais no dia 21 de outubro. Ela relatou para a polícia e recontou a história para a reportagem que nesta data às 18h foi surpreendida pelos bandidos no momento que chegou na frente do portão de sua casa situada a rua Aeroporto Santos Dumont.

De arma em punho um assaltante mandou a vítima descer da sua motocicleta, uma Kenton Blitz 110 cilindradas, ano 2019, com placas HGU-358. Ela desceu entregou a moto funcionando e ato contínuo os dois marginais fugiram em direção ao Aeroporto Internacional. Os bandidos levaram além da motocicleta a bolsa com documentos e celular da marca Xiomi, enquanto a vítima ficou em choque e foi socorrida pela sua mãe que também estava chegando do trabalho.

Depois do ocorrido, a vítima agora não consegue sair de casa sem estar acompanhada. Ela relata que o drama que viveu foi muito forte. “É a segunda vez que isso acontece e a gente fica sem chão. É muito triste que isso aconteça porque antes o bairro era bastante calmo. Acredito que só reforçando o policiamento é que vamos voltar a ter paz”, disse.

Outro assalto com vítima mulher aconteceu dez dias depois na rua Aeroporto Internacional Antônio João. Uma senhora relatou ao Repórter MS que estava acompanhada da filha indo em direção a casa de sua mãe no mesmo bairro para fazer uma visita, momento que foram surpreendidas por dois homens que chegaram jogando a motocicleta para cima delas e com a mão na cintura. Um dos bandidos avançou e tomou o celular da filha. A moça entrou em desespero e ficou sendo consolada pela mãe enquanto os assaltantes fugiram.

A mulher relata que a filha ficou com trauma e também tem medo de sair de casa mesmo de dia. Ela conta que mora há mais de 20 anos na mesma casa e que duas vezes por dia está acostumada a visitar a mãe que é idosa e mora próximo. “Fomos assaltada às 4 horas da tarde em um dia de sol. Nunca tinha visto uma onda de assaltos como essa. Todo motoqueiro que a gente vê na rua já nos assusta. A situação está bastante difícil”, relata a dona de casa.

Uma outra pessoa ouvida pela reportagem conta que no dia 22 de novembro seguia pela rua Calógeras, centro da cidade, momento que viu um motoqueiro em moto esportiva com placa torta e capacete preto, vestindo camiseta branca, calça jeans e máscara preta parou e assaltou uma senhora. “O marginal passou, pouco à frente parou, fingiu que estava consertando a moto e retornou, quando emparelhou com a vítima anunciou o assalto. Fugiu levando a carteira da mulher. Eu vi as características depois que ele passou novamente por mim e não teve como ajudar”, disse.

Todas as vítimas esperam ações mais eficazes de policiamento preventivo e ostensivo na região do Jardim Aeroporto e bairros de Ponta Porã. “O que nós esperamos é que a Polícia Militar esteja mais presente e que a Prefeitura cobre maior efetivo policial para dar segurança à população, mas enquanto isso não acontece deveriam colocar os guardas municipais para fazer rondas nos bairros ao invés de ficarem no centro apenas multando motoristas”, solicitou uma das vítimas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Porã - MS
Atualizado às 20h11 - Fonte: Climatempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 30°

32° Sensação
7.6 km/h Vento
77% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (16/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Domingo (17/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias