Anúncio
JUSTIÇA

Bela Vista, Caracol e Angélica participam da campanha Sinal Vermelho

Campanha Contra a Violência Doméstica foi criada pelo CNJ e é desenvolvida em MS pelo TJ

21/07/2020 10h18
Por: Redacao
175
Campanha Contra a Violência Doméstica foi criada pelo CNJ e é desenvolvida em MS pelo TJ
Campanha Contra a Violência Doméstica foi criada pelo CNJ e é desenvolvida em MS pelo TJ

Mais três comarcas do interior aderiram à campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica, criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com os tribunais de justiça, associações, além de outros órgãos públicos e privados.

Isso significa que, a partir de agora, as comarcas de Bela Vista, Caracol e Angélica estão empenhadas em transformar farmácias e drogarias em locais onde as vítimas podem pedir ajuda para quebrar o ciclo de violência.

O prefeito Reinaldo Miranda Benites, de Bela Vista, assinou o termo de compromisso e lembrou que se a mulher não puder ir a uma farmácia para denunciar, ela pode fazer o sinal para o entregador – as duas são formas válidas para deixar claro que a mulher está sendo vítima de violência doméstica.

“Para que Bela Vista e Caracol fizessem parte da campanha foi necessário o empenho da assistente social do TJMS para as duas comarcas, Sandra Maria Cardoso do Nascimento. Ela foi a todas as farmácias das duas cidades, falou da campanha e conclamou a participação dessas empresas no auxílio às mulheres vítimas de violência doméstica”, ressaltou a juíza Adriana Lampert, que está substituindo em Bela Vista.

Além de Sandra, outros profissionais também estiveram envolvidos para que 11 farmácias nessas comarcas integrassem a campanha e, por sua efetiva participação, devem ser mencionadas: a coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres de Bela Vista, Adrielly dos Santos; a secretária municipal de Assistência Social de Bela Vista, Sonia Jenifee Irala; a coordenadora de Políticas Públicas Para Mulheres em Caracol, Analice Ramiro Vilalba; o comandante da Polícia Militar de Caracol, Carlos Arlei de Oliveira; e a secretária Municipal de Assistência Social de Caracol, Célia Maria Vágula Viasi.

Em Angélica, segundo a juíza Bruna Tafarelo, a principal articuladora foi a secretária do Foro, Paula Rodrigues Soares Leite, que buscou as parcerias nos estabelecimentos.

“Fizemos uma reunião por videoconferência com os representantes das farmácias, com auxílio da nossa secretária Paula e da assistente social Ivanir na véspera do lançamento da campanha. Depois a Paula manteve contato com as farmácias para incentivar a adesão e orientar sobre o envio do termo de compromisso e o material para divulgação. Temos 100% de adesão das farmácias em Angélica”, explicou a juíza.

Importante lembrar que a campanha foi lançada em todo o país no dia 10 de junho e cresce a cada dia. A juíza Helena Alice Machado Coelho, que responde pela Coordenadoria da Mulher do TJMS, com apoio de juízes das comarcas do interior, vem trabalhando para ampliar o número de farmácias e drogarias engajadas nesse esforço concentrado em todo o Brasil para fornecer apoio e ajuda às vítimas de violência.

Entenda – A campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica é resultado do aumento significativo de violência contra a mulher em razão do distanciamento social, quando as vítimas são obrigadas a permanecer mais tempo em casa com seus agressores, e da constatação da subnotificação desses casos nas unidades policiais e judiciárias.

A farmácia/drogaria foi o local escolhido para oferecer ajuda a essas vítimas que não conseguem quebrar o ciclo da violência porque, ainda que acompanhada dos agressores, as vítimas terão fácil acesso ao local.

Nesses ambientes, os atendentes receberão as orientações necessárias ao atendimento da vítima, que se identificará com o sinal “X”, feito com batom vermelho, na palma da mão, para que discretamente, a polícia seja acionada.

A vítima será acolhida pela Polícia Militar e receberá o apoio da rede de proteção. O atendente ou farmacêutico não terá responsabilidade de figurar como testemunha da ocorrência – será apenas comunicante.

Todas as farmácias e drogarias do país estão aptas a participar da campanha. Em MS, basta enviar o termo de adesão assinado e enviar para o e-mail [email protected] Para mais informações, basta ligar 3314-1988.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ponta Porã - MS
Atualizado às 08h50
19°
Tempo aberto Máxima: 30° - Mínima: 14°
19°

Sensação

24.6 km/h

Vento

32.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Prefeitura Municipal de Amambai
Câmara Municipal de Ponta Porã
Municípios
Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
Últimas notícias
Mais lidas