Prefeita Márcia Marques reivindica investimentos em segurança pública


Prefeita Márcia Marques acompanhada do secretário municipal de Governo, Afrânio Marques, durante reunião com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa

Prefeita Márcia Marques acompanhada do secretário municipal de Governo, Afrânio Marques, durante reunião com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa

A prefeita de Antônio João, Márcia Marques, esteve terça-feira, dia 18, na Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em Campo Grande, oportunidade que manteve reunião com o secretário José Carlos Barbosa, ao qual fez várias reivindicações para melhorar a segurança pública no município.

Márcia destacou que o índice de violência aumentou no município e que isso causa preocupação às famílias que vivem em Antônio João. “A segurança pública é um dever do Estado, mas como gestora municipal temos que levar os anseios da nossa comunidade para as autoridades da esfera estadual e federal”, disse.

Segundo a prefeita, o secretário José Carlos Barbosa foi bastante receptivo. “Ele nos garantiu que vai dar uma atenção especial ao nosso município, nos garantindo, inclusive, que fará a entrega de uma caminhonete modelo blazer zero quilômetro para que a nossa Polícia Militar possa intensificar o policiamento ostensivo e preventivo em todo o território do nosso município”, ressalta Márcia Marques.

Além da reunião com o secretário de Segurança Pública, a prefeita Márcia Marques esteve no gabinete do deputado estadual, Márcio Fernandes, o qual assegurou que estará marcando uma audiência extraordinária com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, para que juntos possam reforçar os pedidos que visam o reforço da segurança pública em Antônio João.




Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying


Bullying3-Sem-título-1No Brasil, aproximadamente um em cada dez estudantes é vítima frequente de bullying nas escolas. São adolescentes que sofrem agressões físicas ou psicológicas, que são alvo de piadas e boatos maldosos, excluídos propositalmente pelos colegas, que não são chamados para festas ou reuniões. O dado faz parte do terceiro volume do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2015, dedicado ao bem-estar dos estudantes.

O relatório é baseado na resposta de adolescentes de 15 anos que participaram da avaliação. No Brasil, 17,5% disseram sofrer alguma das formas de bullying “algumas vezes por mês”; 7,8% disseram ser excluídos pelos colegas; 9,3%, ser alvo de piadas; 4,1%, serem ameaçados; 3,2%, empurrados e agredidos fisicamente. Outros 5,3% disseram que os colegas frequentemente pegam e destroem as coisas deles e 7,9% são alvo de rumores maldosos. Com base nos relatos dos estudantes, 9% foram classificados no estudo como vítimas frequentes de bullying, ou seja, estão no topo do indicador de agressões e mais expostos a essa situação.

A publicação faz parte das divulgações do último Pisa, de 2015, avaliação aplicada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Participaram dessa edição 540 mil estudantes de 15 anos que, por amostragem, representam 29 milhões de alunos de 72 países. São 35 países-membros da OCDE e 37 economias parceiras, entre elas o Brasil.

Em comparação com os demais países avaliados, o Brasil aparece com um dos menores “índices de exposição ao bullying”. Em um ranking de 53 países com os dados disponíveis, o Brasil está em 43º. Em média, nos países da OCDE, 18,7% dos estudantes relataram ser vítimas de algum tipo de bullying mais de uma vez por mês e 8,9% foram classificados como vítimas frequentes.

“O bullying tem sérias consequências tanto para o agressor quanto para a vítima. Tanto aqueles que praticam o bullying quanto as vítimas são mais propensos a faltar às aulas, abandonar os estudos e ter piores desempenhos acadêmicos que aqueles que não têm relações conflituosas com os colegas”, diz o estudo, que acrescenta que nesses adolescentes estão também mais presentes sintomas de depressão, ansiedade, baixa autoestima e perda de interesse por qualquer atividade.

Satisfação e pertencimento

O levantamento mostra que os estudantes brasileiros estão acima da média no quesito satisfação com a vida: 44,6% dizem que estão muito satisfeitos, enquanto a média dos países da OCDE é 34,1%. Na outra ponta, tanto no Brasil quanto na média dos países da OCDE, 11,8% dizem que não estão satisfeitos com a vida.

No Brasil, 76,1% sentem que pertencem à escola. Entre os países da OCDE, 73% dos adolescentes dizem ter esse sentimento de pertencimento.

Quase todos os estudantes brasileiros (96,7%) querem ser escolhidos para as melhores oportunidades disponíveis quando graduarem e 63,9% querem estar entre os melhores estudantes da classe. Entre os países da OCDE, esses percentuais são, respectivamente, 92,7% e 59,2%.

O Brasil, no entanto, aparece quase no topo entre os países com estudantes mais ansiosos – 80,8% ficam muito ansiosos mesmo quando estão bem preparados para provas. A média da OCDE é 55,5%. O país é superado apenas pela Costa Rica, onde 81,2% dos estudantes relataram ansiedade nesses casos. Mais da metade dos brasileiros, 56%, disseram que ficam tensos ao estudar. A média da OCDE é 36,6%.

“Esses resultados sugerem a necessidade de relações mais fortes entre escolas e pais para que os adolescentes tenham o apoio de que necessitam, acadêmica e psicologicamente. Essa aproximação poderia contribuir muito para o bem-estar de todos os alunos”, diz o relatório.

Pais e professores

O levantamento mostrou que pais e professores têm papel importante no bem-estar dos estudantes. Estudantes que têm pais interessados nas atividades escolares são 2,5 vezes mais propensos a estar entre as notas mais altas da escola e 1,9 vezes a estar muito satisfeitos com a vida. Com o apoio dos pais e responsáveis, os estudantes também têm duas vezes menos chance de se sentir sozinhos na escola e são 3,4 vezes menos propensos a estar insatisfeitos com a vida.

A participação dos professores também é importante. Estudantes que recebem apoio e suporte dos professores em sala de aula são 1,9 vezes mais propensos a sentir que pertencem à escola do que aqueles que não têm esse apoio. Aqueles que percebem que os professores são injustos com eles têm 1,8 vezes mais chance de se sentir excluídos na escola.

De acordo com o relatório, grande parte dos estudantes tem a sensação de que é injustiçada pelos professores. Em média, nos países da OCDE, 35% dos alunos relataram que sentem, pelo menos algumas vezes por mês, que seus professores pedem menos deles que dos outros estudantes; 21% acham que seus professores os julgam menos inteligentes do que são; 10% relataram que os professores os ridicularizam na frente dos outros; e 9%, que seus professores chegaram a insultá-los na frente dos demais.

Bem-estar dos estudantes

Esta é a primeira vez que o Pisa divulga dados da performance dos estudantes que dizem respeito à relação deles com os professores, à vida em casa e a como gastam o tempo fora da escola. O relatório que trata do bem-estar dos estudantes faz parte dos resultados do Pisa 2015. Ao todo, participaram 540 mil estudantes de 15 anos que, por amostragem, representam 29 milhões de alunos de 72 países. São 35 países-membros e 37 economias parceiras, entre elas o Brasil.

Aplicado pela OCDE, o Pisa testa os conhecimentos de matemática, leitura e ciências de estudantes de 15 anos de idade. Em 2015, o foco foi em ciências, que concentrou o maior número de questões da avaliação.




CNBB, OAB e Cofecon se manifestam contra a reforma da Previdência


idososA Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Conselho Federal de Economia (Cofecon) manifestaram-se hoje (19) contra a reforma da Previdência. Em nota, as três entidades disseram que é necessário que a sociedade brasileira esteja atenta às “ameaças de retrocessos”.

“A PEC 287 [Proposta de Emenda à Constituição] vai na direção oposta à necessária retomada do crescimento econômico e da geração de empregos, na medida em que agrava a desigualdade social e provoca forte impacto negativo nas economias dos milhares de pequenos municípios do Brasil”, diz a nota. “A ampla mobilização contra a retirada de direitos, arduamente conquistados, perceptível nas últimas manifestações, tem forçado o governo a adotar mudanças. Possíveis ajustes necessitam de debate com a sociedade para eliminar o caráter reducionista de direitos.”

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a PEC 287/16 está reunida para a leitura do parecer do relator, Arthur Maia (PPS-BA), sobre o projeto. A previsão é que o texto seja votado na comissão na próxima semana.

Para as entidades, nenhuma reforma que afete direitos básicos da população pode ser formulada sem a devida discussão com o conjunto da sociedade e suas organizações. “A reforma da Previdência não pode ser aprovada apressadamente, nem pode colocar os interesses do mercado financeiro e as razões de ordem econômica acima das necessidades da população. Os valores ético-sociais e solidários são imprescindíveis na busca de solução para a Previdência”, dizem as entidades.

Para a CNBB, a OAB e a Cofecon, as mudanças nas regras da seguridade social têm de garantir a proteção aos vulneráveis, idosos, titulares do Benefício de Prestação Continuada (BPC), enfermos, acidentados, trabalhadores de baixa renda e trabalhadores rurais. “As mulheres merecem atenção especial, particularmente na proteção à maternidade.”

As entidades pedem ainda uma auditoria na Previdência Social que justifique a reforma proposta.

“Sem números seguros e sem a compreensão clara da gestão da Previdência, torna-se impossível uma discussão objetiva e honesta, motivo pelo qual urge uma auditoria na Previdência Social. Não é correto, para justificar a proposta, comparar a situação do Brasil com a dos países ricos, pois existem diferenças profundas em termos de expectativa de vida, níveis de formalização do mercado de trabalho, de escolaridade e de salários. No Brasil, 2/3 dos aposentados e pensionistas recebem o benefício mínimo, ou seja, um salário mínimo, e 52% não conseguem completar 25 anos de contribuição”, argumentam as entidades.

Durante esta semana, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a reforma da Previdência é uma necessidade financeira e fiscal e que a medida irá contribuir para a retomada do crescimento do país. “A reforma não é uma questão de preferência ou de opinião, é uma questão de necessidade matemática, financeira, fiscal. Se o país não fizer uma reforma no devido tempo, em primeiro lugar, as taxas de juros brasileiras, ao invés de cair, vão voltar a subir fortemente, vão faltar recursos para o financiamento do consumo, do investimento, o desemprego voltará a crescer e, ao mesmo tempo, teremos a inflação de volta”, disse.




MPF pede a Moro condenação de Claudia Cruz por lavagem e evasão


claudia_cruzA força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) pediu ao juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que condene Claudia Cruz (foto) pelos crimes lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Os procuradores da República também manifestaram entendimento de que a mulher do ex-deputado Eduardo Cunha deve cumprir pena em regime fechado.

O documento enviado a Moro afirma que Claudia cometeu três vezes o crime de lavagem de dinheiro e cinco vezes o crime de evasão de divisas. Segundo a força-tarefa, ela utilizava dinheiro de origem sabidamente ilícita para comprar artigos de luxo e pagar despesas no exterior. Além disso, a esposa de Cunha teria mantido uma conta off-shore na Suíça, chamada Köpec, com recursos não declarados à Receita Federal.

Os procuradores também contestaram o padrão de consumo mantido pela família do ex-presidente da Câmara dos Deputados. “As despesas de cartão de crédito no exterior no montante superior a US$ 1 milhão no prazo de sete anos pagas por Claudia Cruz foram totalmente incompatíveis com a renda e o patrimônio declarado de Eduardo Cunha”.

Segundo o documento, a família de Cunha e Cláudia viajou nove vezes ao exterior entre 2013 e 2015, gerando uma despesa que ultrapassa US$ 525 mil.

Além da prisão, o MPF pede que seja fixado o valor de US$ 1.061.650 a ser pago por Claudia para reparar os danos materiais e morais causados pelas condutas da ré.

Respondem ao mesmo processo o ex-diretor da área Internacional da Petrobras Jorge Zelada, o empresário Idalécio Oliveira e o lobista João Henriques. A força-tarefa também pediu a condenação dos três, com pena inicial em regime fechado.




Amambai inicia vacinação contra a gripe nesta segunda-feira


Prefeitura de Amambai inicia vacinação contra a gripe nesta segunda-feira, dia 17 de abril

Prefeitura de Amambai inicia vacinação contra a gripe nesta segunda-feira, dia 17 de abril

Neste ano os grupos prioritários que devem tomar a vacinação vão obedecer a um calendário, começando pelos bebês de até 2 anos

A Prefeitura de Amambai, através da Secretaria Municipal de Saúde, lança nesta segunda-feira, dia 17, a campanha de imunização contra a gripe. O trabalho faz parte de uma estratégia traçada pelo Ministério da Saúde, que estima vacinar 54,2 milhões de pessoas em todo o país. O primeiro grupo a receber as doses de vacinas é formado pelas crianças de 6 meses a 2 anos de idade.

De acordo com a coordenadora do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Leandra Henning, a vacinação em Amambai conforme a determinação do prefeito Dr. Bandeira, terá início nesta segunda-feira, dia 17, às 7h, nas 8 unidades básicas de saúde do município.

Ela informou que na semana de 17 a 20 de abril (dia 21 é feriado nacional) serão vacinadas as crianças de 6 meses a 2 anos e os profissionais da área da saúde; na semana seguinte, de 24 a 28 (segunda a sexta), serão vacinadas as gestantes, puérperas (mulheres no período pós-parto) e as crianças com idade de 2 a 5 anos incompletos.

Já na primeira semana do mês de maio, a partir do dia 2 (dia 1º é feriado do Dia do Trabalhador), serão vacinados os demais grupos formados pela população indígena, professores, presos e servidores do sistema penitenciário, jovens que cumprem medidas sócio-educativas, pessoas portadoras de comorbidades (doenças crônicas).

Já no dia 13 de maio, o município de Amambai participará da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Dia D), que neste ano prevê a imunização 54,2 milhões de pessoas em todo o país, tendo como meta atingir 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. A novidade da campanha deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada, que agora foram incluídos entre os alvos prioritários da campanha.

O principal objetivo da campanha é reduzir as hospitalizações e a ocorrência de mortes relacionadas à influenza. Segundo o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de internações por pneumonia e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da gripe.




100 DIAS: Dr. Bandeira destaca avanços em vários setores


Dr. Bandeira falou sobre os 100 dias da sua administração em Amambai - Fotos: Robson Fritzen

Dr. Bandeira falou sobre os 100 dias da sua administração em Amambai – Fotos: Robson Fritzen

Nos três primeiros meses deste ano a receita do município de Amambai caiu mais de R$ 2,1 milhões em relação a 2016

Apesar da crise econômica que afeta os mais de 5 mil municípios brasileiros, o prefeito de Amambai, Edinaldo Luiz de Melo Bandeira (Dr. Bandeira), ao fazer o balanço dos 100 primeiros dias da sua administração, ressaltou o avanço em vários setores, principalmente nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e gestão. Disse que adotou austeridade e controle total das ações para conseguir cumprir com todos os compromissos da Prefeitura Municipal. A solenidade aconteceu na noite de terça-feira nas dependências do Centro de Eventos Municipal (antigo Alphaville), e foi acompanhada pelo vice-prefeito, Valter Brito, pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Carlinhos, e por vários vereadores, secretários municipais, representantes de classes, entre outras autoridades e personalidades.

Ao falar da saúde, Dr. Bandeira disse que nos últimos 100 dias foram 10.471 consultas médicas realizadas pelas unidades básicas, além de 4.121 atendimentos de urgências, 100 consultas oftalmológicas, 1.874 consultas odontológicas e um total de 785 visitas domiciliares. “Temos que destacar também os exames laboratoriais que somaram 14 mil, sendo também realizadas 15.537 visitas periódicas feitas pelos nossos agentes municipais de saúde”.

O prefeito disse que também foram atendidos os pacientes que precisavam de exames mais sofisticados. “Atendemos neste período um total de 13 pacientes que precisavam de tomografia computadorizada; outros 17 que precisavam de tomografia computadorizada da coluna lombar; 82 mamografias, além de 9 Tomografia computadorizada/abdômen total; 552 ultrassom de abdômen superior e inferior; 13 endoscopias, entre outros exames”. O município também adquiriu mais de R$ 320 mil em medicamentos e providenciou viagens de pacientes para tratamentos de saúde nas cidades de Dourados, Ponta Porã, Campo Grande e Cascavel (PR).

EDUCAÇÃO

Sobre a educação municipal, Dr. Bandeira destacou que 6.643 alunos estão matriculados nas unidades educacionais do município. Deste total, 607 são atendidos com o transporte escolar rural, 80 alunos transportados são de aldeias indígenas e 400 universitários são beneficiados com transporte feito diariamente por 3 ônibus para Ponta Porã e outros 2 que levam para Dourados.

O prefeito destacou a importância do Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), implantado em Amambai e que conta com 42 professores, 8 coordenadores pedagógicos e uma coordenadora geral. Citou também a formação de equipe multidisciplinar com assistente social, fonoaudióloga e psicóloga, para atender as famílias em situação de vulnerabilidade e as que são beneficiadas pelo programa Bolsa-Família. Destacou, ainda, o incentivo a formação de professores indígenas, através do curso Teko Arandu, beneficiando 21 professores e a assinatura de convênios com a Apae e Tupã Sy.

Ainda como avanços no setor educacional, Dr. Bandeira falou sobre a construção da quadra de esportes na Escola Estadual Guarani Kaiowá; construção da Cozinha Central, reforma da Escola Marlene Vilarinho Albuquerque, assinatura de convênios com o IEL (programa de estagiários), beneficiando 147 jovens que estão trabalhando nas diversas escolas do município. O prefeito disse que as escolas de Amambai participaram ativamente das ações do Dia Internacional da Mulher e deu destaque para a conquista de uma emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil, destinada pelo deputado federal, Luiz Henrique Mandetta, através do FNDE, verba que será usada para aquisição de equipamentos para as escolas.

DESPORTO E CULTURA

Na área de esportes e cultura, o prefeito falou sobre a implantação das escolinhas de futebol de salão e de voleibol. “Muito importante este trabalho desenvolvido pelo município no sentido de dar ocupação para as crianças e incentivar desde pequeno a prática esportiva”.  Dr. Bandeira lembrou dos jogos indígenas de 2017, cujas competições contam com as disputas de diversas modalidades, reunindo equipes de Amambai, Caarapó, Douradina, Tacuru, Coronel Sapucaia, Dourados, Laguna Carapã, entre outras cidades. Ele destacou também o lançamento do calendário esportivo e cultural de 2017. “Também apoiamos a realização de vários outros eventos esportivos promovidos pelas mais diversas instituições e culturais como o show gospel com a banda Filhos do Homem e o Som da Cidade, que toca diversos estilos musicais”, disse.

MEIO AMBIENTE

O prefeito destacou que a Secretaria de Meio Ambiente está dando maior agilidade a tramitação de processos. Somente nos três primeiros meses deste ano foram concedidas licenças ambientais para 33 empreendimentos e outros 17 processos estão em trâmite. Outro fator importante, fala Dr. Bandeira, é que o município de Amambai cumpriu com todas as etapas necessárias para inclusão de Amambai, no rateio do ICMS Ecológico nos componentes resíduos sólidos, unidades de conservação e terras indígenas para o ano de 2018. Outros trabalhos nesta área foram para atualização do Plano de Manejo da Área de Preservação Ambiental – APA, do Rio Iguatemi, limpeza e plantio de mudas em uma faixa de extensão da margem do leito do Córrego Areião e aquisição por meio de doação do IMASUL, de 3 mil mudas nativas, que atualmente estão sendo disponibilizadas para a população de Amambai.

Público acompanhou prestação de contas dos 100 primeiros dias de administração do prefeito Dr. Bandeira

Público acompanhou prestação de contas dos 100 primeiros dias de administração do prefeito Dr. Bandeira

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

Na área desempenhada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o prefeito Dr. Bandeira ressaltou a Sala do Empreendedor, que é o local para atendimento do micro empreendedor individual. Foram abertas neste início de ano 29 novas empresas e feita a declaração para outras 83, também foram feitas alterações cadastrais em 8. O município também fez 70 atendimentos para impressão de guias DAS, 57 atendimentos relacionados ao MEI e foram feitas 10 aberturas de inscrição estadual . Também foram firmadas parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e com o Sindicato Rural para cursos gratuitos de informática básica, média e avançada. Outro dado importante neste setor foram as emissões de carteira de trabalho que atingiram a quantia de 267. O Balcão de Empregos cadastrou 72 novos currículos, além de atender mais de 700 pessoas que se interessaram em trabalhar na distribuidora Coca-Cola inaugurada no município. Um total de 11 empresas foram beneficiadas com os incentivos e se instalaram em Amambai, gerando empregos para a população.

CIDADES

Ao falar sobre a Secretaria das Cidades, Dr. Bandeira citou alguns dos projetos desenvolvidos por esta pasta, como o projeto para construção de 434 unidades habitacionais já confirmadas para o município. Citou o projeto Lote Urbanizado que beneficia 28 famílias; a construção de 56 casas financiadas pelo FGTS; 200 do projeto lote urbanizado estão em análise na Agehab e vão integrar o Residencial dos Ipês; além de 150 habitações do Minha Casa Minha Vida, sendo 50 no Residencial dos Ipês e 100 no Pôr do Sol II. A mesma Secretaria fez nos últimos 100 dias um total de 153 atendimentos no setor de análises de projetos de construção, alvará de construção e aprovação de habite-se, além de ter feito o cadastro de 1.700 pessoas para o projeto Lote Urbanizado.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

No setor de assistência social, Dr. Bandeira citou a atuação do CREAS com 79 atendimentos em três meses, sendo a maioria dos atendidos, crianças e adolescentes, vítimas de violação de direitos. A Assistência Social toca projetos como o “Tocando em Frente”, atendendo adolescentes em cumprimento de medida sócio-educativa. Também atende crianças adolescentes em situação de acolhimento institucional; e crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A atual gestão está com o quadro de recursos humanos completo, o CREAS está conseguindo executar os projetos e serviços de acordo com a tipificação nacional de Serviços sócio-assistenciais. Já o CRAS fez neste período um total de 853 atendimentos e o projeto Conviver atende cerca de 250 idosos, que participam de diversas atividades esportivas, recreativas e de lazer.

GESTÃO

Dr. Bandeira deu destaque para a Secretaria Municipal de Gestão, que atualmente conta com 8 setores  responsáveis por realizar grande parte das atividades cotidianas da Prefeitura municipal.   “Nesses primeiros 100 dias de governo, estamos  implantando  uma Gestão , participativa , com base nos estudos realizados pela Comissão de Transição de Governo “.  A Secretaria conta com duas servidoras, sendo uma para publicações e outra para protocolo. Neste setor são realizadas, diariamente, ações diretas do gabinete do Executivo, tais como: Decretos e nomeações; Revogação de decretos; Exoneração de nomeações; Publicação de Leis Ordinárias e Complementares sancionadas; Publicações de atos oficiais emitidos pelas diversas secretarias da municipalidade.

Dr. Bandeira disse que a Secretaria de Gestão é a responsável pela identificação, controle e disponibilização pública e de prestação de contas do patrimônio. Citou a criação da Garagem Central, medida que já havia sido discutida na época da transição de governo, como forma de otimizar a utilização e a manutenção dos veículos automotores integrantes do patrimônio público municipal e utilizados nas atividades prestadas pelos órgãos da administração municipal, tendo como retorno uma economia substancial aos cofres públicos na área de prevenção e conservação.

OBRAS

No setor de obras, o prefeito destacou a colocação de tubos na linha fazenda Cascavel/Tarumã; linha Fazenda Sperafico; linha Nova Esperança Lauro Scherer; Linha Acesso Lago Azul; Linha Fazenda Rosa Mística; Fazenda Vander Pereira. Aterros e “bota dentro” em vários pontos do município. Dr. Bandeira falou sobre a construção de pontes novas no rio Jogui, rio Iguatemi, rio Amambai e Porto Tarumã. Reformas de pontes no acesso ao rio Tarumã no rio Pindó; ponte Nova Esperança e ponte da Inês sobre o rio Moroti.

Destacou também o cascalhamento de várias estradas vicinais atendendo setor empresarial e produtores rurais, e foi feito cascalhamento de 1.020 quilômetros. O setor de engenharia da Prefeitura que atualmente conta com três engenheiros, duas arquitetas e uma estagiária. Atualmente são 15 obras de engenharia em andamento com mais de 6 empresas vencedoras dos contratos; 23 contratos de serviços gerais prestados por diversas empresas vencedoras. Reforma da Marlene Vilarinho, beneficiando a comunidade escolar com adequações nas salas de aula, acessibilidade, porta de entrada, pintura e ampliações e o prefeito ressaltou também a entrega da quadra coberta com vestiário, executada com recursos do FNDE. Outra importante obra destacada é a construção da Cozinha Central que está em fase de conclusão. Dr. Bandeira também falou sobre a construção de calçada e plantio de grama no estacionamento da Escola Dr. Fernando Corrêa da Costa. Lembrou também da execução da obra do Centro de Educação Infantil da vila Manguai e execução da Obra do Centro de Educação Infantil da vila Cassiano Marcelo. O setor de Obras também desenvolveu projeto de Academia da Saúde, curso de brigada nas associações de moradores e atuou fortemente na recuperação da frota de maquinários.

AGRICULTURA

O setor da agricultura familiar também é um dos destaques da administração municipal. Dr. Bandeira desenvolve através da Secretaria Municipal de Agricultura várias ações no sentido de apoio o desenvolvimento rural. Uma das ações em execução é a Patrulha Mecanizada, que atende assentamentos e chácaras. A Secretaria também desenvolve trabalho junto aos piscicultores do município, visando o desenvolvimento da piscicultura, tanto que na 14ª Feira do Peixe deste ano a expectativa é de bater recorde na comercialização de peixes.

SERVIÇOS URBANOS

Sobre o trabalho da Secretaria de Serviços Urbanos, o prefeito Dr. Bandeira destacou a limpeza e retira de entulhos nos seguintes bairros: Vila Guape, Doriane, Limeira, Alcindo Franco, Nhu Verá, Mangay, Indiana, Pimentel, Cassiano Marcelo, Guaicurus, Santo Antônio, N.S Aparecida, Rosa, Copacabana, Vargas, Correia, Cristina, Região Central. Foram feitas limpeza de 50 terrenos baldio, entrega de adubo para agricultura familiar, patrolamento de bairros e estradas vicinais. A Secretaria de Serviços Urbanos também fez a manutenção do Posto de Saúde Vila Limeira (pintura parcial e limpeza), limpeza e manutenção de bueiros, coleta de lixo em toda cidade e arredores e tapa-buracos.

SERVIÇOS DO ESTADO

Dr. Bandeira destacou a parceria do município com o Governo do Estado, destacando as ações do governo estadual como o atendimento de 638 famílias recebendo o Vale Renda, no valor de R$ 170,00. Foram entregues 1.143 cestas básicas na Aldeia Amambai; 317 para as famílias da Aldeia Limão Verde e 56 cestas para os moradores da Aldeia Jaguari. Também foram assegurados recursos para o desenvolvimento de novos projetos e ações em Amambai.




Universidade Estadual lança campanha de integridade e ética na pesquisa


campanha_lancamentoNesta segunda-feira (10), a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) deu início à campanha de Integridade e Ética na Pesquisa, com a palestra do professor Marcelo Krokoscz, “Integridade e Ética na Pesquisa: (des) honestidade na autoria científica”, e fez o lançamento da campanha publicitária e jornalística “Não foi você que escreveu, não é seu!”.

De acordo com o palestrante, Marcelo Krokoscz, que é coordenador do Programa de Iniciação Científica da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado – Fecap – São Paulo/SP e autor do livro “Outras palavras sobre autoria e plágio”, as pessoas não consideram o “jeitinho” corrupção, mas sim sorte. “Para o nosso imaginário, jeitinho não é corrupção, no nosso imaginário jeitinho é ação entre amigos, se alguém encontrou um amigo em uma fila é uma sorte muito grande. Nós estamos banalizados com esta coisa de quem pode mais chora menos, é o nosso modo, o nosso trato cultural, então, isto precisa começar a mudar. Dessa forma, a gente precisa mudar, com um trabalho sério dentro da academia”.

Krokoscz ressaltou que a iniciativa da Universidade é o que se espera na reflexão sobre o assunto “está sendo modelo para outras instituições, pois, antes de cobrarem dos alunos é preciso propor o que é de forma clara, pública, institucionalizada e é o que vocês estão trazendo, uma campanha institucionalizada sobre o assunto”.

Para o reitor da Uems, Fábio Edir dos Santos Costa, este é um tema bastante delicado, mas que precisa ser enfrentado e bastante discutido. “Existe alguns limites daquilo que é aceitável, daquilo que é ético ou não. E nada mais atual no mundo em que vivemos, no nosso cenário político atual, nós precisamos dar o exemplo e aqui na nossa universidade, nós queremos sem dúvida estar na vanguarda do assunto e mostrar para a sociedade de uma forma clara e transparente como se trata a questão da propriedade intelectual”, destacou o reitor.

Segundo a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Luciana Ferreira da Silva, esse tema é fundamental, “iniciamos o lançamento de uma campanha que tem como meta, dentro da nossa política, que seja ação permanente, porque é uma discussão que é nacional e dentro do Centro-Oeste todas as universidades estão iniciando esta discussão dentro de um movimento de trazer para a comunidade esse tema”.

Conforme o assessor de Comunicação e coordenador da campanha, André Mazini, “não foi você que escreveu, não é seu”, a ideia foi utilizar o humor para discutir o assunto. Quando pensamos na campanha descartamos a ideia de fazer uma campanha pesada do tipo ‘Plágio é crime e você vai para a cadeia’, porque este engajamento é muito limitado. Então, tentamos usar uma linguagem mais leve para fazer a campanha publicitária. É uma mensagem muito simples, ‘não foi você que escreveu, não é seu!’, não usa ou se usar dê a referência”, explicou.

A campanha publicitária foi interpretada por estudantes do curso de Artes Cênicas, da Universidade, de Campo Grande. Para acessar o conteúdo jornalístico e os vídeos publicitários produzidos, acesse neste link.

Todo o trabalho é uma realização da Uems, por meio da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP), da Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proec), da Assessoria de Comunicação Social, do Comitê de Ética, do curso de Artes Cênicas, com o apoio do Projeto Mídia & Ciência da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect).




Governos de MS e MT discutem uniformização de leis sobre o Pantanal


pantanal111Técnicos dos governos de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso discutem a uniformização da legislação ambiental dos dois estados em relação ao Pantanal e também ações conjuntas que possam ser adotadas para preservar o bioma. A reunião de trabalho acontece nesta quarta (12) e quinta-feira (13), no Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Participam da reunião, pelo Mato Grosso, o secretário-executivo de Meio Ambiente, André Luís Torres Baby; a secretária-executiva do Conselho Estadual de Pesca, Gabriela Rocha Priante Teles D’Ávila; a secretária-adjunta de Licenciamento Ambiental, Mauren Lazzaretti; e a chefe de Gabinete da Secretaria de Meio Ambiente, Fernanda Célia Duche Vilella. A equipe do Imasul é composta pelo diretor-presidente Ricardo Eboli; pela diretora de Desenvolvimento Thaís Caramori; pelo gerente de Recursos Pesqueiros, Vander Melkíades de Jesus; pelo coordenador de Normas e Procedimentos, Pedro Mendes e pela chefe de Unidade de Recursos Pesqueiros, Fânia Campos.

Essa é a primeira reunião com o objetivo de harmonizar as regras ambientais dos dois estados, frisou Ricardo Eboli, adiantando que não há muita divergência e que serão respeitadas as peculiaridades de cada um. O diretor-presidente do Imasul enfatizou, ainda, que além de conciliar a legislação, os dois estados pretendem desenvolver políticas públicas conjuntas de preservação do bioma Pantanal, sendo esse um dos assuntos tratados na reunião.

Os técnicos vão aproveitar para analisar o conteúdo e propor alterações ao Projeto de Lei 750/2011, conhecido como Lei do Pantanal, em tramitação no Congresso Nacional, disse o secretário-executivo de Meio Ambiente de Mato Grosso, André Luís Torres Baby. O PL 750/2011 será tema, ainda, de outro evento que acontece no dia 18 de abril, no auditório do Imasul, com participação aberta a toda sociedade. O evento Diálogo sobre o Pantanal é promovido pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), por meio do Imasul, com apoio do WCS (Wildlife Conservation Society) e do WWF (World Wildlife Fund) Brasil.




14ª Feira do Peixe será aberta nesta quarta-feira em Amambai


14ª Feira do Peixe será aberta nesta quarta-feira, em Amambai

14ª Feira do Peixe será aberta nesta quarta-feira, em Amambai

Evento terá entre outras atrações, concurso de culinária e torneio com histórias de pescadores

A Prefeitura de Amambai, através da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri) e Secretaria Municipal de Desporto e Cultura (Sedesc), em parceria com a Associação de Piscicultores (APA), abre nesta quarta-feira, dia 12, a 14ª edição da Feira do Peixe de Amambai. O evento terá prosseguimento até ao meio dia da sexta-feira santa, dia 14. A expectativa dos piscicultores é de que sejam comercializadas mais de 6 toneladas de peixes.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Anilson Prego, o prefeito de Amambai, Dr. Bandeira, está dando total apoio para a realização da Feira do Peixe. “Temos o apoio do prefeito para fazer acontecer esse evento, que vai levar uma grande  variedade de peixes para a população, toda a produção daqui mesmo do município, e com preços bastante acessíveis”, disse.

Já o presidente da Associação dos Piscicultores de Amambai (APA), Sérgio Oliveira Nunes, disse que é preciso agradecer o apoio que o prefeito Dr. Bandeira está dando para o setor e que acredita que a Feira desse ano vai superar as anteriores. “Eu participo desde 2003 quando aconteceu a primeira feira. Como estamos tendo incentivo, hoje temos mais gente produzindo, temos a expectativa de comercializar de 6 a 7 toneladas nos três dias da feira”, disse.

Sérgio ressaltou que serão comercializadas espécies produzidas nos açudes do município, como pacu, pintado, tambacu, carpa, patinga, catfish e tilápia. “Também vamos montar três aquários que ficarão na praça para que as pessoas possam conhecer de perto as espécies que estamos produzindo em tamanhos pequenos e grandes, já no ponto de abate”, afirma. O presidente da Associação de Piscicultores disse que também será mostrada como funciona a Aguaponia, um sistema de produção e integração de peixe e verdura.

CONCURSO

Outra atração da 14ª Feira do Peixe será o concurso de culinária com prato único: moqueca de peixe. As pessoas que fizeram cadastro e ainda não entregaram a receita na Sedesc, devem fazer isso o mais rapidamente possível para confirmar a participação.

Podem participar do concurso de culinária, pessoas do sexo feminino e masculino. O evento na quinta-feira, dia 13 de abril, na Praça Coronel Valêncio de Brum. Dos inscritos serão selecionados 15 participantes para a final, sendo que os classificados do 1º ao 3º lugar receberão troféus e certificado de participação. Do 4º ao 15º lugar, serão agraciados apenas com o certificado de participação.

E a outra grande novidade da 14ª Feira do Peixe de Amambai será a realização do 1º torneio de histórias de pescador. O evento está programado para esta quarta-feira, dia 12 de abril, na Praça Coronel Valêncio de Brum. Neste torneio podem participar a partir de 16 anos, sendo menor de idade é necessário autorização dos responsáveis.

Cada participante terá 3 minutos para contar uma história de pescador ou piada ligada ao tema. Os 10 primeiros inscritos têm participação garantida. Já o 11º, 12º e 13º inscritos ficarão como suplentes e poderão participar caso ocorra alguma falta. Do 1º ao 3º lugares serão agraciados com certificado e troféus. Os demais receberão certificado de participação.




Continua em estado grave médico que teve 93% do corpo queimado


Estevão Barbosa durante Caravana da Saúde em Corumbá - Foto: Jessica Barbosa/Governo do Estado

Estevão Barbosa durante Caravana da Saúde em Corumbá – Foto: Jessica Barbosa/Governo do Estado

O estado de saúde do médico Estevão Barbosa é considerado grave. Ele deu entrada na Santa Casa, na segunda-feira (10), depois de sofrer acidente com gás de cozinha e ter 93% do corpo queimado.

Segundo informações da assessoria de imprensa do hospital, Barbosa está internado no Centro de Terapia Intensiva da Santa Casa.

INVESTIGAÇÃO

As informações preliminares são de que o médico se machucou em acidente doméstico com gás de cozinha, mas a Polícia Civil deve investigar as circunstâncias que levaram à explosão.

O profissional atuou como coordenador de especialidades médica na Caravana da Saúde, programa realizado no ano passado, pelo Governo do Estado, que percorreu a Capital e o interior para realização de atendimentos médicos.

Correio do Estado